Artistas do brasil - Artistas do Brasil
SM

Thayanne Tavares Freitas

A mulher negra enquanto ser, é uma resistência histórica. Unidas pela dor, seus corpos precisam lutar contra violências, visões sexualizadas e objetificadas. Até o sagrado negro vira alvo de uma sociedade branca, patriarcal e etnocêntrica. Existir não é fácil quando a sua humanidade está sempre em risco, quando se tem que lutar a todo instante para se manter viva e respeitada. A obra expõe a conexão da mulher negra com as plantas protetoras, seres vivos e atuantes em nosso mundo, reforçando o equilíbrio com a natureza garantido pela ancestralidade.

 

Tomás Dias Santos

Nadira faz parte da minha mini série de desenhos mais recentes chamada Hairnbow, criada para enaltecer a negritude brasileira e seus cabelos

Pinho Blures

Esta obra faz parte de uma coleção de gravuras, baseadas na homoafetividade. Sua composição faz parte de um processo de auto experiência desenvolvido em 2015. Nesse meio tempo as obras estiveram expostas em murais urbanos, exposições, camisetas e em atividades de arte educação. Vejo no Projeto Artistas do Brasil a oportunidade de ampliar ainda mais essa imagem, que reflete amor, carinho, cumplicidade e verdade.

Dayse Gomes

Arte “Olhar Positivo” – Representa nossas mulheres frente aos desafios no cotidiano.

Técnica: Ilustração digital.

desértico - solitude.lab

Soli

Esta obra pertence a série miniaturas em natura, realizada em técnica mista, sobretudo utilizando aquarela em suporte reciclável de filtro de café descartado, por solitude.lab.

Sobre a Luz

Thais Cunha

A luz que entra e encontra cômodos escuros, a luz que ilumina o caminho. A quem diga que a luz é a que aponta o propósito, bom acredito que sim. Qual luz você tem seguido? E qual luz saí de você?

Renê Mendes

A vibrante arte carioca de Renê Mendes ilustra a alegria da cidade maravilhosa.

Amanda dos Reis Souza

Diz tanto a respeito do contato com a natureza e a beleza de nossa flora, como do florescer, do ato de se transformar e crescer em diversos aspectos da vida.

Aricelia Cantanhede

Obra pertencente ao conjunto de 13 painéis da Série Fazendo Casas de Taipa, na qual retratam  etapas da  construção de casas por meio da técnica vernacular da taipa, evidenciando não somente o uso da técnica,   mas também os aspectos sociais e culturais envolvidos em cada fase do processo construtivo.

Caroline Parrô

O amor é o único sentimento capaz de transformar solo seco, em solo fértil. E quando isso acontece o coração floresce.

Diego Mendonça

O quadro retrata a cena de um gato interessado em furtar o pirulito de um garoto.

Leticia Abelha

Um jardim começa com uma semente e uma visão alimentada pela luz do Sol.

FATIMA BORGES SILVA

desde a escravidão até hoje, vivem a criar os filhos dos outros(brancos) enquantos os seus ficam esquecidos. desenho em lapis de cor e grafite

Cintia Freitas

“Dentro” é uma ilustração que surgiu no início da pandemia, ele mostra de uma forma poética toda a inquietção que eu sentia.

“Debaixo d’água tudo era mais bonito
Mais azul mais colorido
Só faltava respirar”

(trecho da música do Arnaldo Antunes que também trouxe inspiração para a ilustração)

Felipe verissimo

“ Os limites são apenas físicos: no mental reside o infinito. Aqui, a pele é o limite do corpo, a tela o limite da pintura, o traço o limite da forma e a arte o não-limite de tudo”.

Victor Luk

Arte Abstrata, trazendo a expressão do Artista sobre a Transformação do nosso eu.

Camila Alves

sobre o poder e beleza feminino único e indescritivel

Du Flausino

Acrílica sobre tela. 60 cm x 40 cm. 2017. Sobre o chão do cerrado brotam espinhos, e seus cactos vermelhos florescem sem medo da dor que lhes abre o ventre.